Desistir daquilo que não vale a pena não é fracasso, é sabedoria.

O silêncio é de ouro e muitas vezes é a resposta.
Para os erros, há perdão. Para os fracassos, chance. Para os amores impossíveis, tempo. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, e que o medo impeça de tentar.
Corra o risco. Se der certo, felicidade. Se não, sabedoria.
Demore na dúvida... E descubra a sabedoria que insiste em se esconder na ausência de palavras.