Quando não sou calmaria, sou tempestade. Quando não sou silêncio, sou ruído. Quando não sou saudade, sou desapego. Quando não sou 8, sou 80.

Tati Bernardi
Tem sido difícil ser eu mesma, porque não sei exatamente quem eu sou.
Eu me foco em todas as coisas boas da vida e agradeço por elas.
Não me arrependo das atitudes que tomei, porque cada uma delas foram a razão de eu ser quem eu sou hoje.
Cuidado com o que você me diz: o que você fala “da boca para fora” permanece dos meus ouvidos para dentro!