E a noite, ao em vez do sono chegar, quem chega são as lembranças.

 O melhor amigo da saudade é o abraço.
Você, que poderia ser tanta coisa, preferiu ser saudade.
Eu sem você sou só desamor.
Sinto impulsos covardes, assustadiços e escapistas de voltar. Também porque sinto saudade, muita, de tudo. Mas sei que não devo.