E a noite, ao em vez do sono chegar, quem chega são as lembranças.

O que é o tempo senão uma forma de dar precisão à saudade.
Tudo passa, você fica.
Quando você vai aparecer aqui do nada, sem motivos e falar que simplesmente a saudade bateu, que precisa de um abraço meu?
Lembrar de você me aquece: é um pé de sol que eu cultivo na memória.
/* */